O que é armazenamento na nuvem?

O armazenamento em nuvem permite que os usuários armazenem dados em servidores remotos usando uma conexão de internet.

Objetivos de aprendizado

Após ler este artigo, você será capaz de:

  • Entenda o que envolve o armazenamento em nuvem
  • Defina os quatro principais tipos de armazenamento baseado em nuvem
  • Avalie os prós e os contras do armazenamento de dados em nuvem

Copiar o link do artigo

O que é armazenamento na nuvem?

O armazenamento em nuvem é um método de armazenamento e organização de dados que ocorre na nuvem, uma rede de servidores remotos que pode ser acessada por meio de uma conexão de internet. Com o armazenamento baseado em nuvem, os usuários e empresas podem armazenar, acessar e manter seus dados em qualquer local que ofereça uma conexão com a internet, em vez de confinar seus arquivos a um único local ou dispositivo.

Antes da computação em nuvem ser comum, os usuários mantinham seus dados em um disco rígido pessoal ou em um data center local, limitando o uso desses dados a um único local. Pense nisso como se fosse optar por investir em uma linha fixa em vez de um telefone celular. Enquanto o usuário estiver dentro de sua casa, poderá atender ao telefone sempre que ele tocar, mas assim que sair da sua propriedade, ele se torna inacessível. Com um telefone celular, porém, é possível atender uma chamada em qualquer lugar.

Funciona da mesma forma com o armazenamento em nuvem. Os usuários não precisam mais ficar em casa (ou dentro de seu edifício de escritórios) para acessar seus dados 24 horas por dia, 7 dias por semana; em vez disso, eles podem levar seus arquivos a qualquer lugar sem ter que se carregar um hardware caro e limitado.

Como funciona o armazenamento em nuvem?

Os fornecedores de armazenamento em nuvem permitem que os usuários aluguem espaço de armazenamento em redes de servidores de dados remotos. Os usuários pagam aos fornecedores de nuvem pela capacidade de executar aplicativos, hospedar serviços e fazer backup dos dados na nuvem e geralmente obedecem a limites de uso que podem ser ampliados por uma taxa adicional, permitindo que eles expandam suas necessidades de armazenamento conforme necessário.

O armazenamento em nuvem é seguro?

Os fornecedores de armazenamento em nuvem precisam garantir que os arquivos não sejam comprometidos, perdidos ou destruídos na nuvem. Uma vez que não há como se proteger completamente contra falhas de hardware, os fornecedores de nuvem usam métodos de armazenamento redundantes, duplicando hardware essencial, caminhos de dados e fontes de alimentação para manter seus serviços de armazenamento em nuvem sempre em funcionamento.

Por exemplo, digamos que um usuário quer fazer backup de toda a sua biblioteca de fotos do seu smartphone para a nuvem. Várias cópias de suas fotos serão enviadas para vários servidores de dados, assim, no caso improvável de seu telefone ficar irremediavelmente danificado ou de um dos servidores entrar em combustão espontânea, eles ainda serão capazes de recuperar esses arquivos de outro servidor.

Quais são os benefícios do armazenamento em nuvem?

  • Acessibilidade dos dados: Os usuários podem acessar seus arquivos a partir de vários locais e dispositivos, podendo compartilhar facilmente seus arquivos com outros usuários, conforme necessário.
  • Escalabilidade: A atualização da infraestrutura existente no local pode exigir hardware caro e suporte de TI adicional, custando às empresas tempo, dinheiro e esforço valiosos. O armazenamento em nuvem permite às empresas dimensionar suas necessidades de armazenamento sem as despesas adicionais e a experiência necessária para fazê-lo internamente.
  • Recuperação de desastres: Quando os dados são armazenados em um único local físico, eles ficam vulneráveis a desastres naturais, erros humanos e falhas de hardware. O armazenamento on-line em nuvem não enfrenta os mesmos problemas, pois os fornecedores de nuvem evitam a perda de dados essenciais com sistemas de armazenamento redundantes (os dados são replicados em servidores que compartilham uma localização geográfica) e replicação geográfica (os dados são replicados em múltiplos servidores e localizações geográficas).

Quais são as desvantagens do armazenamento em nuvem?

  • Ameaças à segurança: O armazenamento em nuvem on-line proporciona gerenciamento de dados seguro e eficiente, mas isso não significa que os fornecedores de nuvem estejam imunes a problemas de privacidade, acessos ilegais e violações de segurança. Confiar dados sensíveis a fornecedores terceirizados pode levantar uma série de preocupações em relação à confidencialidade dos dados, à transferências de arquivos pela internet e ao gerenciamento do acesso a arquivos internos e externos. Alguns desses problemas podem ser evitados com um serviço de nuvem privada hospedada, embora as opções de nuvem privada sejam frequentemente mais caras do que os serviços de nuvem pública e de nuvem híbrida .
  • Gerenciamento limitado de dados: Os usuários que escolhem um serviço de armazenamento em nuvem pública ou híbrida deixam o controle parcial ou total de sua organização de dados para um fornecedor externo. A infraestrutura legada no local pode não ser totalmente compatível com determinados sistemas de armazenamento em nuvem, e uma migração completa para a nuvem muitas vezes é um processo complicado. Esta é outra área na qual o armazenamento em nuvem privada interna ou o armazenamento em nuvem privada hospedada pode fazer mais sentido para aqueles que procuram manter o controle completo sobre a forma como seus dados são armazenados.
  • Aprisionamento tecnológico: Assim como pode ser difícil migrar de uma infraestrutura local para um serviço de nuvem, pode ser difícil migrar de um fornecedor de nuvem para outro. Quanto mais tempo uma empresa utiliza um determinado fornecedor de nuvens, mais corre o risco de enfrentar um aprisionamento tecnológico devido a estipulações contratuais, incompatibilidades entre sistemas dos fornecedores e falta de ferramentas e serviços de migração de dados.

Como é gerenciado o armazenamento em nuvem?

O armazenamento em nuvem tem vários modelos de implantação, incluindo armazenamento pessoal, armazenamento privado, armazenamento público e armazenamento híbrido.

O armazenamento pessoal permite aos usuários individuais armazenar dados na nuvem e acessá-los a partir de vários dispositivos habilitados para a internet, tais como um telefone celular, tablet ou laptop. Este é o principal método utilizado pelos consumidores para fazer backup de seus arquivos na nuvem. Usando serviços de computação em nuvem como o Google Cloud, os usuários podem sincronizar seus dados em vários dispositivos e recuperá-los onde quer que tenham uma conexão segura com a internet.

Armazenamento público se refere a um fornecedor de armazenamento em nuvem que gerencia os dados de vários usuários em uma nuvem pública. Cada usuário aluga espaço de armazenamento na nuvem enquanto libera o fardo e as despesas de manutenção da infraestrutura subjacente para o provedor de nuvem. Embora os usuários compartilhem o armazenamento em nuvem (uma prática chamada "multilocação"), eles não têm acesso aos dados um do outro, da mesma forma que diferentes residentes podem compartilhar um prédio de apartamentos sem ter permissão para entrar nas unidades de apartamentos um do outro.

O armazenamento privado é um serviço de armazenamento em nuvem que é organizado de forma privada para uma única empresa. Uma solução padrão de armazenamento privado pode ser gerenciada em um data center local (nuvem privada interna) ou remotamente por um fornecedor terceirizado (nuvem privada hospedada). Como pode ser acessado por apenas uma empresa, o armazenamento privado oferece um nível mais alto de segurança do que o armazenamento público. Entretanto, as empresas que optam por implantar nuvens privadas internas podem achar são uma opção menos confiável, pois podem sofrer perdas críticas de dados se suas instalações locais forem comprometidas.

O armazenamento híbrido se refere a uma combinação de armazenamento público e privado. As empresas que não podem arcar com opções caras de armazenamento privado podem optar por hospedar alguns de seus dados em uma nuvem privada enquanto aproveitam a escalabilidade e a acessibilidade de uma nuvem pública.

Como os arquivos são armazenados na nuvem?

Os serviços em nuvem são compatíveis com três tipos primários de armazenamento de dados: armazenamento de arquivos, armazenamento em bloco e armazenamento de objetos.

O armazenamento de arquivos é um sistema hierárquico de organização de dados que abriga pastas de dados dentro de diretórios e subdiretórios. Dentro de cada pasta, os arquivos são etiquetados com metadados* para facilitar a identificação e recuperação, embora esse processo se torne muito mais complicado quando aplicado a uma grande quantidade de dados. Embora o armazenamento de arquivos seja uma das soluções de armazenamento em nuvem mais acessíveis, ele não pode ser facilmente expandido.

Ao comparar as vantagens e desvantagens de vários sistemas de armazenamento, pode ser útil pensar em cada sistema como uma forma de organizar a roupa. O armazenamento de arquivos é como colocar as roupas em gavetas de armários separados e rotulados. Uma gaveta pode ser para camisas, com seções menores distribuídas dentro da gaveta para camisas, camisetas e regatas. É um sistema simples e fácil de manter sob controle, mas que pode se tornar complicado se for usado para organizar centenas de artigos de vestuário individuais.

O armazenamento em blocos organiza os dados em volumes de armazenamento chamados "blocos". Cada bloco é composto por arquivos que foram organizados em grupos de dados do mesmo tamanho e etiquetados com um identificador único. O sistema operacional de controle trata cada um desses volumes como um disco rígido separado e permite que eles sejam armazenados em qualquer ambiente que seja mais conveniente. Embora o armazenamento em bloco torne a organização e recuperação de dados mais fácil do que o armazenamento de arquivos, particularmente para empresas com grandes quantidades de dados, ele enfrenta restrições de metadados e muitas vezes é uma opção menos econômica.

O armazenamento em bloco é como trocar um armário por caixas de plástico. Cada caixa contém a mesma quantidade de roupas e pode ser rotulada com o tipo de roupa que contém: camisas, meias, calças, etc. Em vez de tentar encontrar espaço para uma cômoda grande (ou construir uma sala separada para conter várias cômodas), as caixas podem ser colocadas onde for conveniente para facilitar o acesso e a recuperação.

O armazenamento de objetos se refere à criação de unidades distintas chamadas "objetos", cada uma das quais contém dados não estruturados, metadados e uma identificação única. Como os objetos são armazenados em um espaço de endereço plano (em vez de serem armazenados em um diretório de arquivos) e permitem uma personalização mais complexa dos metadados, o armazenamento de objetos torna a recuperação de dados ainda mais fácil do que o armazenamento de arquivos e blocos. Ele também combina alguns dos benefícios do armazenamento de arquivos e blocos, pois é econômico (os usuários pagam apenas pelo espaço de armazenamento que necessitam) e escalável (os usuários podem usar sistemas de armazenamento de objetos para gerenciar imensas quantidades de dados).

O armazenamento de objetos é como criar recipientes compactos e personalizados para cada tipo de roupa e etiquetar cada recipiente com um marcador. Um recipiente pode ser para camisas sociais azuis, outro para shorts de ciclismo rosa, um terceiro para meias com estampas de animais. Embora os recipientes não possam ser modificados, eles podem ser mais facilmente armazenados e identificados do que as caixas ou as cômodas.

*Os metadados ajudam a organizar os arquivos atribuindo descritores a pedaços de dados, tais como títulos, tags, categorias, modificações prévias e permissões. Quanto mais detalhados forem os metadados, mais fácil é encontrar e recuperar um arquivo dentro de um sistema de armazenamento de dados.

Como a Cloudflare presta suporte ao armazenamento em nuvem?

A Cloudflare atua como um terceiro independente em qualquer implantação de armazenamento em nuvem, utilizando uma rede global Anycast para acelerar o tráfego, melhorar a segurança, e aumentar o desempenho para empresas que utilizam soluções de armazenamento em nuvem. A Cloudflare também ajuda a minimizar o aprisionamento tecnológico, dando suporte à implementação de multinuvens e reduzindo o número de mudanças operacionais que precisam ser feitas no nível da rede.