Nossa história

Como a Cloudflare começou

Em 2004, Matthew Prince e Lee Holloway decidiram responder a uma pergunta básica: "De onde vem o spam por e-mail?" Os dois criaram um sistema que permitia a qualquer pessoa com um site monitorar como os spammers coletavam endereços de e-mail. Assim nasceu o projeto Honey Pot.

O projeto Honey Pot cresceu silenciosamente com o passar dos anos. A arquitetura flexível de Lee havia se adaptado para monitorar mais das ameaças que os administradores da Web enfrentavam. Milhares de sites, de mais de 185 países, inscreveram-se para participar do projeto. Embora os usuários adorassem a capacidade do projeto Honey Pot de rastrear comportamento mal-intencionado on-line, eles sempre tinham uma solicitação: não basta rastrear os malfeitores, é necessário detê-los.

techcrunch story

O primeiro escritório da Cloudflare em Palo Alto

Em 2009, Matthew havia tirado um ano sabático de seu trabalho formal para obter um MBA na Harvard Business School. Lá ele conheceu Michelle Zatlyn, a atual diretora operacional da Cloudflare. Durante um bate-papo, Matthew mencionou o projeto Honey Pot e sua comunidade incrível de usuários. Michelle reconheceu a oportunidade de criar um serviço que elevaria o projeto Honey Pot a um novo patamar: não fazer apenas o simples rastreamento de ameaças na Internet, mas detê-las também. Os colegas de turma começaram a montar um plano de negócios.

Uma das primeiras necessidades do negócio era criar um nome. O primeiro plano de negócios foi intitulado “projeto Web Wall”, mas faltava algo. Um amigo de Matthew sugeriu que eles estavam criando um “firewall na nuvem”, portanto, deveria ser conhecido como Cloudflare. O nome caiu como uma luva e foi prontamente adotado. Matthew e Michelle trabalharam juntamente com o corpo docente da Harvard Business School para refinar o plano de negócios. Enquanto isso, Lee criou o primeiro protótipo funcional durante seu tempo livre. Em abril de 2009, a Cloudflare ganhou a renomada competição Harvard Business School Business Plan.

Lee estava na Califórnia e, após se graduarem na HBS, Michelle e Matthew se juntaram a ele. Os três cofundadores passaram o verão refinando o protótipo da Cloudflare. Eles acreditavam que a Cloudflare solucionava uma necessidade concreta e decidiram levar a Cloudflare ao próximo nível. Em novembro de 2009, a Cloudflare captou um financiamento Série A com Ray Rothrock, da Venrock, e Carl Ledbetter, da Pelion Venture Partners.

Matthew Prince, Michelle Zatlyn, Lee Holloway

Matthew, Lee e Michelle começaram a montar a equipe da Cloudflare. Recrutar antes de ter um produto é sempre complicado, mas uma coisa todos conseguem entender: a principal missão da Cloudflare é ajudar a construir uma internet melhor. Esse era um projeto pelo qual engenheiros inteligentes podiam se apaixonar. Logo os escritórios da Cloudflare em Palo Alto, Califórnia, começaram a receber uma equipe talentosa proveniente de grandes empresas como Google, Yahoo, PayPal e Mint.com.A maior preocupação de investidores e conselheiros era que a solução da Cloudflare, que originalmente visava a proteção de sites, introduziria latência. A equipe ficou obcecada em extirpar a latência de todo e qualquer ponto do sistema. Em junho de 2010, a Cloudflare lançou discretamente um beta privado para membros seletos da comunidade do projeto Honey Pot. A equipe toda estava muito ansiosa. Então algo surpreendente aconteceu. Os usuários começaram a relatar que a Cloudflare não os estava apenas protegendo contra os malfeitores on-line, mas que os sites deles estavam carregando, em média, 30% mais rapidamente. A eficiência do sistema da Cloudflare, a camada de armazenamento em cache para recursos estáticos e o fato de que a Cloudflare estava eliminando uma boa parte do tráfego de lixo dos sites de seus usuários significavam que a Cloudflare não apenas oferecia segurança, mas também oferecia um desempenho incrível.Desde as primeiras discussões sobre a Cloudflare, ainda no campus da Harvard Business School em 2009, o plano sempre foi fazer o lançamento na TechCrunch. Em 27 de setembro de 2010, a Cloudflare fez exatamente isso. Toda a equipe da Cloudflare se reuniu em um auditório no centro de São Francisco na TechCrunch Disrupt. Usuários do começo da fase beta estavam animados por finalmente poder falar sobre o excelente serviço que estavam usando havia meses. Então Matthew e Michelle subiram no palco para anunciar o lançamento global da Cloudflare. Desde então, a Cloudflare lançou dezenas de produtos e centenas de funcionalidades ao longo de seis anos, tendo inaugurado seis escritórios em três países e colocado 200 data centers on-line. Todos esses esforços levaram os benefícios da Cloudflare: segurança, desempenho, confiabilidade e percepções, para milhões de clientes em todo o mundo.Para ler mais sobre em que a Cloudflare tem trabalhado recentemente, visite nosso blog ou nossa central de imprensa.