theNet by CLOUDFLARE

Um manual para as organizações sem fins lucrativos para a transformação tecnológica

A transformação tecnológica é uma necessidade crescente para as organizações sem fins lucrativos

A Irish Cancer Society é uma comunidade sem fins lucrativos formada por pacientes, sobreviventes, voluntários, apoiadores, profissionais de saúde e de assistência social, além de pesquisadores. Juntos, transformamos as experiências e os resultados das pessoas afetadas pelo câncer por meio da nossa defesa, serviços de apoio e pesquisas. Fornecemos informações, cuidados e apoio gratuitos a 1,2 milhão de pessoas afetadas pelo câncer e também financiamos pesquisas para ajudar a encontrar curas.

Como Head of Technology Transformation da Irish Cancer Society, também conhecida como "the Society" na Irlanda, minhas responsabilidades incluem focar na modernização digital para melhorar as experiências humanas. Quase todo o financiamento da Society é gerado por doações, portanto, modernizar o gerenciamento da comunidade é essencial. Somos uma marca muito amada e de confiança entre os nossos doadores e a comunidade de saúde e nos esforçamos para manter essa confiança a todo custo.

A modernização digital está nos ajudando a oferecer mais serviços aos nossos usuários, fornecer uma experiência de serviços melhor aos voluntários e um valor melhor para os doadores.

Utilizar o digital para melhorar a experiência humana

De acordo com um relatório da Salesforce, 67% das organizações sem fins lucrativos estão aumentando seus investimentos em tecnologia para envolver melhor seus constituintes. A modernização digital na Society, e em todas as organizações sem fins lucrativos, é uma prioridade crescente. O uso de ferramentas digitais para apoiar a captação de recursos, o gerenciamento de voluntários, o envolvimento de doadores e a distribuição de programas pode ajudar as organizações sem fins lucrativos a simplificar os processos e maximizar seu impacto.

Ao longo de nossa jornada, adquirimos insights inestimáveis que acredito que podem beneficiar outros. Com base em minha experiência em organizações do setor público e privado, estou ansioso para compartilhar as cinco principais lições que aprendi:

  1. Simplificar sua pilha de tecnologia

    A transformação tecnológica na Society tem como objetivo nos tornar mais eficazes em nossa missão, mas também consiste em compreender o impacto cultural como uma organização de alto contato, onde muitas pessoas têm conjuntos de competências que não estão diretamente alinhados com a tecnologia. Estamos atentos ao elemento humano à medida que usamos a tecnologia para tornar nosso pessoal e nossa organização mais eficazes.

    Simplificar sua pilha de tecnologia é uma etapa essencial. As organizações sem fins lucrativos geralmente têm uma grande pilha de tecnologia para gerenciar e a TI invisível é comum. Os produtos muitas vezes são doados ou adquiridos a um custo muito baixo. Mas, seja "grátis" ou "quase grátis", ainda há um custo (e tempo) associado a garantir que a tecnologia seja segura e possa ser integrada ao restante da pilha de tecnologia. (Não me entenda mal, somos gratos por nossos parceiros de tecnologia e descontos para organizações sem fins lucrativos.)

    Mas as novas soluções não devem ter curvas de aprendizado acentuadas para nossos funcionários, voluntários e enfermeiros de oncologia. E o acesso seguro aos dados também não deve afetar negativamente sua produtividade.

  2. Priorizar a nuvem

    Migrar para aplicativos SaaS, nuvem, ou soluções baseadas em nuvem, pode ajudar as organizações sem fins lucrativos a se modernizarem e deixarem a tecnologia legada para trás mais rapidamente, reduzirem o risco da empresa e apoiar a sustentabilidade.

    A Society prioriza a nuvem, e migrar aplicativos, infraestrutura e segurança para a nuvem aprimorou nossa capacidade de apoiar nossa missão. Priorizar a nuvem liberou recursos para iniciativas estratégicas de tecnologia, bem como para cuidados, arrecadação de fundos e outros trabalhos diretamente relacionados à nossa missão.

    Agora não precisamos gerenciar nosso próprio data center. Reduzimos custos ao eliminar o licenciamento e a manutenção de tecnologia legada e apoiamos nossos esforços de sustentabilidade reduzindo as necessidades de energia, refrigeração e espaço do data center. Reduzimos o risco da empresa ao migrar para uma continuidade de negócios e recuperação de desastres baseadas em nuvem e simplificar a conformidade com a ISO 27001 e o SOC 2.

  3. Manter a confiança da comunidade protegendo dados confidenciais

    Há uma percepção de que as organizações sem fins lucrativos estão subprotegidas contra ataques cibernéticos. Os invasores também nos consideram mais fáceis de atingir do que as grandes empresas. É imperativo que as organizações sem fins lucrativos invistam em segurança cibernética para proteger informações confidenciais dos doadores, apesar dos recursos internos de segurança cibernética, muitas vezes limitados.

    Fazemos todo o possível para proteger as doações on-line, proteger nossos dados e manter a confiança dos usuários de nossos serviços, voluntários e doadores. Por exemplo:

    usamos o acesso à rede Zero Trust para proteger nossos enfermeiros, cuidadores e funcionários quando acessam seus e-mails e aplicativos, em vez de uma VPN arriscada , isso oferece uma experiência digital melhor, pois acessam seus aplicativos com segurança de qualquer lugar.

    Com os serviços de desempenho e segurança de aplicativos, podemos proteger nosso site de doações durante o evento anual de angariação de fundos do Daffodil Day (Dia do narciso). O bloqueio de transações fraudulentas nos permite evitar taxas de estorno de nosso processador de pagamentos, o que se traduz diretamente em mais financiamento disponível para enfermeiros oferecerem mais noites de cuidados paliativos.

    As organizações sem fins lucrativos também podem aproveitar os recursos da comunidade para proteger suas operações digitais nos níveis mais altos, de maneiras acessíveis. Por exemplo, somos membros do Projeto Galileo, que protege gratuitamente grupos de interesse público em risco.

  4. Colaborar com pares privados e sem fins lucrativos

    Os líderes de tecnologia do setor privado costumam se surpreender com a abertura e a colaboração entre as organizações de caridade. Nossas missões podem ser diferentes, mas muitas vezes temos objetivos e desafios semelhantes. Por exemplo, as grandes organizações sem fins lucrativos na Irlanda se reúnem trimestralmente para discutir questões grandes e pequenas, incluindo IA generativa, segurança cibernética e gerenciamento de dados empresariais. Também cultivamos nossas relações com sociedades de oncologia na Suécia, Noruega, Islândia e no Reino Unido.

    A colaboração e as informações de nossos pares também nos ajudam a encontrar os parceiros de tecnologia certos. Portanto, meu conselho é descobrir quais plataformas SaaS e em nuvem outras organizações sem fins lucrativos em sua área usam, pois isso facilita a obtenção de suporte local. Procure um parceiro de consultoria de TI que possa ajudar você a gerenciar seu ecossistema de TI no longo prazo.

  5. Buscar parceiros de tecnologia estratégicos

    Iniciar uma jornada de transformação tecnológica pode ser assustador para organizações sem fins lucrativos e empresas do setor privado. Não importa se você está apenas começando ou já está no caminho certo, continue avançando e procure parceiros de tecnologia que possam ajudar a acelerar sua jornada.

    Nossa próxima iniciativa é criar uma visão de 360 graus dos usuários e doadores de nossos serviços. Ao embarcar em um grande projeto de gerenciamento de dados corporativos, estamos trabalhando com nossas partes interessadas internas e colaborando com outras organizações sem fins lucrativos para coletar suas melhores práticas em arquitetura e gerenciamento de dados.

    É um esforço enorme, mas de vital importância pois planejamos desenvolver um aplicativo para facilitar a conexão de nossos motoristas voluntários com os usuários do serviço, atualizar nosso site para que as pessoas possam encontrar as informações e os serviços de que precisam e ajudar os voluntários da nossa linha direta de informações sobre o câncer a fornecer as informações corretas no momento certo."

Modernização digital: o esforço vale a pena

Nossa transformação tecnológica é impulsionada por uma necessidade crescente. Mais pessoas na Irlanda são diagnosticados com câncer agora do que nunca, cerca de 42 mil pessoas por ano, e mais pessoas estão sobrevivendo. Fornecemos recursos e informações de apoio ao câncer, tanto por telefone quanto pessoalmente. Coordenamos mil motoristas voluntários que trazem pacientes para suas consultas de quimioterapia, bem como 300 enfermeiros noturnos para cuidados no final da vida, para que os pacientes possam permanecer em casa nos últimos dias de suas vidas. Também fornecemos ajuda financeira a famílias de crianças com câncer.

Ao longo de nossa jornada, aprendi muitas lições sobre como equilibrar inovação com praticidade. Colaborar com parceiros como a Cloudflare possibilita a modernização dos nossos sistemas de TI e, ao mesmo tempo, expande os nossos recursos voltados para o público. Em última análise, todas as iniciativas tecnológicas da Irish Cancer Society devem impulsionar a nossa missão de encontrar melhores formas de prevenir, diagnosticar e tratar o câncer. Para nós, como acontece com muitas outras instituições de caridade e sem fins lucrativos, o digital pode realmente transformar vidas.

Este artigo é parte de uma série sobre as tendências e os assuntos mais recentes que influenciam os tomadores de decisões de tecnologia hoje em dia.


Saiba mais sobre esse assunto

Saiba mais sobre como simplificar tarefas críticas de TI e segurança no e-book A nuvem de conectividade: uma maneira de recuperar o controle da TI e da segurança .

Autoria

Mark Coffey — @markacoffey
Head of Technology Transformation,
Irish Cancer Society



Principais conclusões

Após ler este artigo, você entenderá:

  • Como adotar a transformação tecnológica pode ajudar as organizações sem fins lucrativos a amplificar seu impacto

  • As cinco principais lições repetíveis que aprendi com nossa jornada de transformação digital


Recursos relacionados:


Receba um resumo mensal das informações mais populares da internet.