O que é um domínio de nível superior?

Os domínios de nível superior vêm no final dos nomes de domínio e são importantes para classificar nomes de domínio, além de essenciais para pesquisas de DNS.

Objetivos de aprendizado

Após ler este artigo, você será capaz de:

  • Definir o que são domínios de nível superior
  • Entender o propósito dos TLDs
  • Descrever os diferentes tipos de TLDs

Copiar o link do artigo

O que é um domínio de nível superior (TLD)?

Na hierarquia DNS , um domínio de nível superior (TLD) representa a primeira parada após a zona raiz. Em termos mais simples, um TLD é tudo o que segue o ponto final de um nome de domínio. Por exemplo, no nome de domínio "google.com", ".com" é o TLD. Alguns outros TLDs populares incluem ".org", ".uk", e ".edu".

Os TLDs desempenham um papel importante no processo de pesquisa de DNS. Para todas as solicitações sem cache, quando um usuário digita um nome de domínio como "google.com" em sua janela do navegador, os resolvedores de DNS iniciam a busca comunicando-se com o servidor TLD. Neste caso, o TLD é ".com", então o resolvedor entrará em contato com o servidor DNS do TLD, que então fornecerá ao resolvedor o endereço de IP do servidor de origem do Google.

A Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) tem autoridade sobre todos os TLDs utilizados na internet e delega a responsabilidade desses TLDs a várias organizações. Por exemplo, uma empresa americana chamada VeriSign opera todos os TLDs ".com" e ".net".

Outro propósito dos TLDs é ajudar a classificar e comunicar o propósito dos nomes de domínio. Cada TLD lhe dirá algo sobre o domínio que o precede. Vejamos alguns exemplos:

  • ".com" é destinado às empresas comerciais.
  • ".gov" é para entidades do governo dos Estados Unidos.
  • ".uk" é para domínios do Reino Unido.

Os próprios TLDs também são classificados em vários grupos.

Quais são os diferentes tipos de TLDs?

  • TLDs genéricos: os TLDs genéricos (gTLDs) abrangem alguns dos nomes de domínio mais comuns vistos na web, tais como ".com", ".net", e ".org". A Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) costumava restringir fortemente a criação de novos gTLDs, mas em 2010 essas restrições foram flexibilizadas. Agora existem centenas de gTLDs menos conhecidos, tais como ".top", ".xyz", e ".loan".
  • TLDs com código de país: os TLDs com códigos de país (ccTLDs) são reservados para uso por países, estados soberanos e territórios. Alguns exemplos são ".uk", ".au" (Austrália) e ".jp" (Japão). A Internet Assigned Numbers Authority (IANA), que é dirigida pela ICANN, está encarregada de escolher organizações apropriadas em cada local para gerenciar os ccTLDs.
  • TLDs patrocinados: estes TLDs normalmente representam comunidades profissionais, étnicas ou geográficas. Cada TLD patrocinado (sTLD) tem um patrocinador delegado que representa essa comunidade. Por exemplo, ".app" é um TLD destinado à comunidade desenvolvedora e é patrocinado pelo Google. Da mesma forma, ".gov" é destinado ao uso pelo governo dos EUA e é patrocinado pela Administração de Serviços Gerais.
  • TLDs de infra-estrutura: esta categoria contém apenas um único TLD: ".arpa". Nomeado em função da DARPA, a organização de pesquisa militar dos EUA que contribuiu com o pioneirismo da internet moderna, ".arpa" foi o primeiro TLD já criado e agora está reservado para tarefas de infraestrutura, como facilitar as pesquisas de DNS reverso .
  • TLDs reservados: alguns TLDs estão em uma lista reservada, o que significa que eles estão permanentemente indisponíveis para uso. Por exemplo, ".localhost" é reservado para ambientes de computadores locais, e ".exemple" é reservado para uso em demonstrações de exemplo.

Os TLDs são importantes?

Atualmente existem tantas opções de TLDs disponíveis que a escolha pode ser muito difícil para alguém tentando registrar um novo nome de domínio. Durante anos, ".com" foi visto como a única opção para empresas que queriam ser levadas a sério. Mas os especialistas preveem que, à medida que a oferta de domínios .com diminuir e alguns dos novos TLDs continuarem ganhando força, veremos uma grande mudança na percepção de TLDs alternativos. Grandes empresas como o Twitter e a Apple já começaram a adotar TLDs alternativos para seus produtos (t.co e itun.es, respectivamente), assim, podemos perceber essa mudança em ação, então pode ser melhor criar um nome de domínio inteligente e memorável usando um TLD alternativo, do que insistir em um domínio ".com".