DNS dinâmico

O DNS dinâmico pode ajudar a garantir que as consultas de DNS funcionem mesmo que o serviço da web solicitado tiver mudado recentemente de endereços IP.

Objetivos de aprendizado

Após ler este artigo, você será capaz de:

  • Definição de DNS dinâmico
  • Entenda por que há uma necessidade de DNS dinâmico

Copiar o link do artigo

O que é DNS dinâmico (DDNS)?

Muitas propriedade da Web, como APIs ou sites, rodam em conexões de internet cujos endereços IP são alterados com frequência. Isso criará um problema se os operadores desses ativos quiserem conferir a um recurso hospedado um nome de domínio específico, que, consequentemente, precisará armazenar um endereço IP nos registros do Sistema de Nomes de Domínio (DNS). O DNS dinâmico (DDNS) é um serviço que mantém o DNS atualizado com o endereço IP correto de uma propriedade da Web, mesmo que esse endereço IP esteja sendo atualizado constantemente.


Por exemplo, se um administrador da web estiver operando um site pequeno com um nome de domínio www.exemplo.com e um endereço IP 192.0.2.0, sempre que outro usuário inserir www.exemplo.com em seu navegador, o DNS o direcionará para o servidor em 192.0.2.0. Se o ISP do administrador alterar dinamicamente o IP para 192.0.2.1, um serviço de DNS dinâmico poderá atualizar automaticamente os registros DNS do administrador para que outros usuários que tentem visitar www.exemplo.com agora acessem o endereço IP correto.

Por que alguns endereços IP mudam?

Nos primeiros tempos da internet, os endereços IP raramente mudavam. Isso simplificava muito o gerenciamento de domínios. Entretanto, o rápido crescimento da rede e do número de computadores domésticos com acesso à internet criou uma escassez de endereços IP disponíveis. Isso levou ao protocolo DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol), que permite que os ISPs atribuam IPs a seus usuários dinamicamente. Os ISPs normalmente mantêm um grupo compartilhado de endereços IP e os atribuem ou "alugam" aos usuários conforme necessário, enquanto durar a conexão ou até que seja atingido um período máximo de tempo. Embora a introdução do IPV6 tenha atenuado a escassez de endereços IP, os ISPs ainda costumam usar o DHCP, porque é mais econômico do que fornecer IPs estáticos.


As grandes empresas que rodam os serviços mais importantes na internet exigem que seus ISPs lhes concedam endereços IP imutáveis ou "estáticos", para que possam operar usando práticas padrão de DNS. Por outro lado, os serviços menores tendem a ver seus endereços IP alterados por seus ISPs com bastante frequência e, portanto, precisam de uma solução dinâmica de DNS para manter seus registros DNS atualizados. Esses serviços menores podem incluir sites de pequenas empresas, sites pessoais, DVRs e câmeras de segurança.

Como funciona o DNS dinâmico?

Há várias empresas que oferecem serviços de DNS dinâmico com funcionalidades e tecnologias variadas. Um método muito comum de habilitar o DNS dinâmico é fornecer aos usuários um software que seja executado em seus computadores ou roteadores. Esse software se comunica com o provedor de serviços de DNS dinâmico sempre que os endereços IP fornecidos pelo ISP são atualizados. Por sua vez, o provedor de DNS dinâmico atualiza o DNS com essas alterações, fornecendo atualizações quase instantâneas.