O que é Tempo até entrar no ar (TTL)? | Definição de TTL

Tempo até entrar no ar (TTL) refere-se à quantidade de tempo ou “saltos” que um pacote é definido para existir dentro de uma rede antes de ser descartado por um roteador. O TTL também é usado em outros contextos, incluindo armazenamento da CDN em cache e armazenamento de DNS em cache.

Objetivos de aprendizado

Após ler este artigo, você será capaz de:

  • Defina o Tempo até entrar no ar (TTL)
  • Explique como o TTL é usado em rede
  • Conheça alguns outros contextos que utilizam o TTL

Copiar o link do artigo

O que é o tempo até entrar no ar (TTL) na rede?

O Tempo até entrar no ar (TTL) se refere à quantidade de tempo ou de "saltos" que se define que um pacote deve existir dentro de uma rede antes de ser descartado por um roteador. O TTL também é usado em outros contextos, incluindo armazenamento da CDN em cache e armazenamento de DNS em cache.

Como funciona o TTL?

Quando um pacote de informações é criado e enviado pela internet, há o risco de que ele continue a passar de um roteador para outro indefinidamente. Para mitigar essa possibilidade, os pacotes são desenvolvidos com um prazo de validade chamado tempo até entrar no ar ou limite de salto. O pacote TTL também pode ser útil para determinar há quanto tempo um pacote está em circulação e permitir que o remetente receba informações sobre o caminho percorrido por um pacote na internet.

Cada pacote tem um local no qual armazena um valor numérico que determina quanto tempo mais ele deve continuar a se mover pela rede. Cada vez que um roteador recebe um pacote, ele subtrai "um" da contagem do TTL e depois o passa para o próximo local de rede. Se em um determinado ponto, a contagem do TTL for igual a zero depois da subtração, o roteador descartará o pacote e enviará uma mensagem ICMP de volta ao host de origem.

Ambos os comandos de rede comumente usados para ping e traceroute utilizam o TTL. Ao utilizar o comando traceroute, um streaming de pacotes com TTLs sequenciais cada vez maiores é enviado pela internet em direção a um destino. Como cada passo ao longo da conexão é a última parada para um dos pacotes, cada local retornará uma mensagem ICMP para o remetente depois de descartar o pacote. O tempo que leva para a mensagem ICMP retornar ao remetente é então usado para determinar quanto tempo leva para chegar a cada salto sucessivo ao longo da rede.

Diagrama do traceroute ICMP

Em que outras circunstâncias o TTL é utilizado?

Além de rastrear a rota dos pacotes pela internet, o tempo até entrar no ar é usado no contexto do armazenamento em cache de informações por um período de tempo definido. Em vez de medir o tempo em saltos entre roteadores, cada um dos quais pode levar um tempo variável, alguns casos de uso de rede operam de uma forma mais tradicional.

CDNs como a CDN da Cloudflare normalmente usam um TTL para determinar quanto tempo o conteúdo armazenado em cache deve ser fornecido a partir de um servidor de borda da CDN antes que uma nova cópia seja obtida de um servidor de origem. Ao definir corretamente a quantidade de tempo entre os pulls do servidor de origem, uma CDN consegue fornecer conteúdo atualizado sem solicitações que se propagam continuamente de volta à origem. Essa otimização permite que uma CDN forneça de forma eficiente o conteúdo mais próximo d um usuário enquanto reduz a largura de banda necessária da origem.

No contexto de um registro de DNS, o TTL é um valor numérico que determina por quanto tempo um servidor de cache DNS pode fornecer um registro de DNS antes de alcançar o servidor de DNS autoritativo e obter uma nova cópia do registro.