O que é tempo de ida e volta? | Definição de RTT

Tempo de ida e volta (RTT) é a duração em milissegundos (ms) que uma solicitação de rede leva para ir de um ponto de partida a um destino e voltar novamente ao ponto de partida

Objetivos de aprendizado

Após ler este artigo, você será capaz de:

  • Definir tempo de ida e volta (RTT)
  • Entender como usar o RTT
  • Explicar fatores que podem afetar o RTT
  • Entender as formas pelas quais uma CDN pode reduzir o RTT

Copiar o link do artigo

O que é tempo de ida e volta?

O tempo de ida e volta (RTT) é a duração em milissegundos (ms) que uma solicitação de rede leva para ir de um ponto de partida a um destino e de volta ao ponto de partida. O RTT é uma métrica importante para determinar a integridade de uma conexão em uma rede local ou na internet mais ampla e é comumente utilizado por administradores de rede para diagnosticar a velocidade e a confiabilidade das conexões de rede.

Reduzir o RTT é o objetivo principal de uma CDN. As melhorias em latência podem ser medidas na redução do tempo de ida e volta e pela eliminação de instâncias em que ida e volta são necessárias, como modificando o handshake TLS/SSL padrão .

O utilitário ping, disponível em praticamente todos os computadores, é um método para estimar o tempo de ida e volta. Aqui está um exemplo de vários pings para o Google com o tempo de ida e volta calculado na parte inferior. Observe que um dos tempos de ping - 17,604 ms - é maior que o restante.

Exemplo ping para RTT

Como funciona o tempo de ida e volta?

O tempo de ida e volta representa a quantidade de tempo que os dados levam para ir e voltar para outro local. Lembrando da lição sobre os benefícios da latência da CDN, digamos que um usuário em Nova York queira entrar em contato com um servidor em Cingapura.

Quando o usuário em Nova York faz a solicitação, o tráfego de rede é transferido por vários roteadores diferentes em locais físicos diferentes antes de terminar no servidor em Cingapura. O servidor em Cingapura então envia uma resposta de volta pela internet para o local em Nova York. Uma vez que a solicitação termina em Nova York, uma estimativa aproximada pode ser feita da quantidade de tempo que leva para a viagem de ida e volta entre os dois locais.

Mapa de tempo de ida e volta

É importante ter em mente que o tempo de ida e volta é uma estimativa e não uma garantia; o caminho entre os dois locais pode mudar ao longo do tempo e outros fatores, como congestionamento de rede, podem entrar em jogo, afetando o tempo de trânsito geral. Independentemente disso, o RTT é uma métrica importante para entender se uma conexão pode ser feita e, em caso afirmativo, aproximadamente quanto tempo levará para fazer a viagem.

Quais são os fatores comuns que afetam o RTT?

Componentes de infraestrutura, tráfego de rede e distância física ao longo do caminho entre uma origem e um destino são todos fatores em potencial que podem afetar o RTT.

Lista de fatores que afetam o RTT:

  • A natureza do meio de transmissão - a maneira como as conexões são feitas afeta a rapidez com que a conexão se move; as conexões feitas em fibra óptica se comportarão de maneira diferente das conexões feitas em cobre. Da mesma forma, uma conexão feita em uma frequência sem fio se comportará de maneira diferente de uma comunicação via satélite.
  • Tráfego de rede local (LAN) - a quantidade de tráfego na rede local pode afunilar uma conexão antes mesmo de chegar à internet mais ampla. Por exemplo, se muitos usuários estiverem usando o serviço de streaming de vídeo simultaneamente, o tempo de ida e volta pode ser inibido mesmo que a rede externa tenha excesso de capacidade e esteja funcionando normalmente.
  • Tempo de resposta do servidor – a quantidade de tempo que um servidor leva para processar e responder a uma solicitação é um possível gargalo na latência da rede. Quando um servidor está sobrecarregado com solicitações, como durante um ataque DDoS, sua capacidade de responder com eficiência pode ser inibida, resultando em aumento do RTT.
  • Contagem de nós e congestionamento – dependendo do caminho que uma conexão percorre pela internet, ela pode ser roteada ou ter “saltos” através de um número diferente de nós intermediários. De um modo geral, quanto maior o número de nós que uma conexão toca, mais lenta ela será. Um nó também pode experimentar congestionamento de rede de outro tráfego de rede, o que diminuirá a velocidade da conexão e aumentará o RTT.
  • Distância física – embora uma conexão otimizada por uma CDN muitas vezes possa reduzir o número de saltos necessários para chegar a um destino, não há como contornar a limitação imposta pela velocidade da luz; a distância entre um ponto inicial e final é um fator limitante na conectividade de rede que só pode ser reduzido movendo o conteúdo para mais perto dos usuários solicitantes. Para superar esse obstáculo, uma CDN armazenará o conteúdo em cache mais próximo dos usuários solicitantes, reduzindo assim o RTT.

Como uma CDN pode melhorar o RTT?

Ao manter servidores dentro de pontos de troca de internet e ter relacionamentos preferenciais com provedores de serviços de internet e outras operadoras de rede, uma CDN é capaz de otimizar os caminhos de rede entre locais, resultando em RTT e latência reduzidos para visitantes que acessam o conteúdo em cache dentro da CDN.

Explore a lição de performance da CDN para saber como o armazenamento em cache, o posicionamento do data center, a redução do tamanho do arquivo e outras otimizações reduzem a latência e o RTT. Saiba como usar a CDN da Cloudflare melhora o RTT.